User Experience (UX): qual a importância e como melhorar

user-experience-ux

User Experience (UX) é um termo amplo, mas no mundo dos negócios ele ganha destaque por falar sobre o modo como o usuário interage com a marca e a sua experiência com ela.

Nesse contexto, uma boa UX é apresentada através das etapas que colocam a sua empresa em um patamar diferenciado diante da interação com o seu produto/serviço.

Desde o primeiro contato até o pós-venda, será o user experience que definirá se o consumidor continua comprando de seu negócio por ter tido uma experiência satisfatória ou se nunca mais voltará.

Portanto, é muito importante planejar essa jornada UX para que ela seja agradável em todos os elementos de passagem do consumidor. 

É a contribuição da empresa ao oferecer uma experiência realmente prazerosa, além de conveniente e organizada ao cliente.

Quer entender como mergulhar neste conceito e melhorar o user experience? Falamos mais sobre a sua importância, ferramentas para monitorá-la, como aplicar a UX e, finalmente, oomo montar o seu time especialista.

O que é UX?

UX é a abreviação de user experience e significa experiência do usuário. 

Basicamente, é como o cliente se sente ao interagir com a sua marca. Pensar nessa estratégia é determinante para melhorar a entrega do produto/serviço e chegar ao sucesso.

Por isso, garanta que a empresa está facilitando o uso de seus elementos, como site e aplicativos, e que eles funcionam de maneira fluida e satisfatória, sem obstáculos.

Também crie experiências positivas eliminando as dificuldades nas interações com a marca, oferecendo soluções para o usuário. 

As mudanças trazidas pelas tecnologias digitais são ótimos exemplos de produtos e serviços projetados com o foco no consumidor.

Por que é importante focar na Experiência do Usuário?

A experiência do usuário define a satisfação que ele tem ao entrar em contato com a sua marca e conquista a fidelidade do público.

Ou seja, ela impacta de forma relevante a manutenção de um negócio

Através do user experience, o usuário avalia se o serviço é útil para ele, sua facilidade de uso e analisa todos os aspectos para ter certeza que o produto agrega valor na sua vida.

Dessa maneira, já é possível saber a sua importância na visão do consumidor e do mercado competitivo tal como ele é hoje.

Logo, investir em recursos que facilitem a aprovação do usuário e melhorem a sua percepção na jornada de compra é transformador diante da concorrência.

Como melhorar a experiência do usuário com a sua empresa?

Uma estratégia para melhorar a experiência do usuário de modo eficiente é conhecer os seus pilares.

Por exemplo, para montar um site com um design satisfatório, é preciso ter responsividade e conhecer bem o seu público, como ele se comporta, se utiliza muito tecnologias mobile online, etc.

Da mesma forma, pensar na velocidade de carregamento minimiza incômodos ao longo da navegação do usuário.

A jornada de compra deve ser considerada também. Então, ao enviar mensagens para o consumidor, personalize o contato e aumente as chances de uma conversão.

Alinhe user experience (UX) com user interface (UI), ou seja, a interface do usuário precisa ser simples para uma boa navegabilidade.

Realize testes para saber se essas características importantes estão sendo atingidas e como o consumidor lida com cada ação.

Melhores ferramentas para monitorar a experiência do usuário

Analise o comportamento do usuário e conheça informações importantes através de medições.

Assim, sua empresa terá condições de direcionar ações assertivas em prol da experiência do cliente e ter resultados diferenciados.

Afinal, verificar como as interações estão ocorrendo no cotidiano de seu usuário é a chave para o sucesso. 

Mensure os aspectos relevantes do UX em seu site, no atendimento da empresa ao cliente e com exemplos de ferramentas como as que listaremos abaixo. 

Todos têm um papel importante como soluções digitais para monitoramentos simples e fáceis de serem utilizados, coletando dados e através deles aumentando a performance do negócio.

Intuitivas, essas ferramentas ajudam em processos de tomada de decisões e, dessa forma, são extremamente úteis. Confira:

Google Analytics

Imagem: Unsplash

A utilização do Google Analytics é uma vantagem para as empresas que têm interesse em monitorar o user experience.

O software é gratuito e consegue analisar dados coletados de seu negócio. Tudo em um único lugar.

Os resultados são apresentados em forma de relatórios, facilitando a compreensão de informações, como:

  • Número total de acessos dos usuários;
  • O comportamento deles pelas páginas mais acessadas no site ou aplicativo;
  • Número de conversões;
  • Principais dispositivos de acesso;
  • Navegador utilizado, etc.

A interface da ferramenta é simples, mesmo com informações complexas. O Google Analytics traz relatórios completos para processar e analisar o modo de uso do site pelos usuários.

O compartilhamento de dados também é facilitado, pronto para medir o tráfego e o comportamento do visitante com a sua equipe.

Plataformas de monitoramento do atendimento

Checar como o atendimento ao cliente está acontecendo e ter um CRM para medir a Gestão de Relacionamento também é fundamental para o user experience.

CRM ou Customer Relationship Management é um software que integra os dados do usuário de forma eficiente, tendo o contato de todos que se comunicam com a sua empresa.

Assim, essa ferramenta otimiza a relação e aproxima o consumidor, porque o negócio tem conhecimento do perfil que interage com a marca e consegue criar métricas com essas informações registradas.

Ou seja, utilizar o CRM é ter o acesso a todos os contatos em um único programa e conseguir, por exemplo, saber o histórico dos usuários para personalizar o atendimento.

Google Optimize

Essa é uma ótima ferramenta para realizar testes A/B em seu site.

É possível testar várias versões de uma mesma página com essa solução gratuita do Google e descobrir qual funciona melhor para o usuário.

A configuração é fácil e ainda há como escolher diferentes dispositivos e tamanhos de tela

Portanto, defina novos objetivos e estratégias a partir do desempenho dessas páginas ou mantenha o que tem dado certo através da análise no Google Optimize.

Os testes dão informações para otimizar o seu site e obter resultados comparando diversos elementos ou variáveis. 

Os experimentos nas páginas da web são claros e voltados a ações, de acordo com os objetivos da empresa. 

Desse modo, monitore as alterações feitas, suas consequências e alcance a melhor experiência do usuário

Quais são as principais métricas de User Experience

As métricas de desempenho e performance são as medidas mais populares, pois registram o que os usuários estão fazendo, de acordo com o portal UXmatters.

Por exemplo, o tempo em uma tarefa ou a taxa de sucesso são medidas mais objetivas que devem ser analisadas em conjunto com as consideradas mais subjetivas, como medir a satisfação em experimentos reais.

Ou seja, é importante ter as medições voltadas à experiência do usuário no contexto da jornada dele, porque pode haver performance sem que a interação tenha sido satisfatória.

Dessa forma, separamos as principais métricas do UX que estão voltadas ao nível de satisfação do usuário e ajudam a chegar no sucesso do negócio.

São medidas específicas que mostram o caminho de um bom processo para saber como o cliente percebe o produto/serviço, veja abaixo:

NPS (Net Promoter Score)

Essa métrica foi criada para dividir os clientes em detratores, neutros e promotores.

Assim, o NPS (Net Promoter Score) tem muito a dizer sobre o contentamento e as chances de fidelização de cada usuário ao que a marca oferece.

A pergunta principal é: “De 0 a 10, o quanto você indicaria a empresa para os seus amigos?

Logo, os clientes que dão notas de 0 a 6, são detratores. Os que consideram o serviço entre 7 e 8, são neutros. Já os promotores, mediram o serviço com o nível de satisfação de 9 a 10.

Ou seja, a recomendação é uma importante métrica quanti-qualitativa feita pelas maiores e menores empresas do mercado. O objetivo é ter um panorama de como anda a interação com a marca e sua fidelização.

CES (Customer Effort Score)

O CES (Customer Effort Score) também analisa a experiência do cliente solicitando notas sobre a facilidade no uso de seu serviço ou produto.

Seu significado em português é “Índice de Esforço do Cliente”, assim a sua variação escala entre “muito difícil” a “muito fácil”.

Quanto menor for o esforço em cada atitude e ação do usuário com relação aos seus serviços, melhor a experiência e as chances de fidelização.

Essa pesquisa complementa o NPS e ainda mede as dificuldades que o cliente encontra em resolver os problemas quando está contatando a sua marca. 

O Customer Effort Score é uma metodologia que detecta o feedback das interações, portanto é uma ótima oportunidade para aprimorar a comunicação e superar expectativas.

CSAT (Customer Satisfaction Score)

O CSAT (Customer Satisfaction Score) é a pontuação de satisfação do cliente.

Essa métrica mede de forma direta se a marca está no caminho certo com as respostas em escalas numéricas, que podem ser de 1 a 5, 1 a 7 ou 1 a 10. Ou opções mais gerais como muito insatisfeito, insatisfeito, neutro, satisfeito ou muito satisfeito.

Depois disso, é feita uma média ponderada das questões respondidas divididas pelo número de participantes.

As perguntas sobre a satisfação do usuário precisam ser claras e terem relação com situações específicas. Essa forma de medição é mais flexível e permite personalização.

Assim, as análises dessas pesquisas auxiliam na contínua evolução rumo ao melhor user experience.

Lembre-se que elas devem ser objetivas para atrair a atenção do público e obter essas respostas tão fundamentais à empresa.

Como aplicar UX na rotina da sua empresa

Imagem: Pexels

Agora, implemente esse conceito na empresa, conhecendo o que o seu público-alvo precisa, suas características, necessidades e desejos.

Desse modo, tenha os benefícios do UX aplicando as transformações necessárias para oferecer uma experiência excelente aos seus clientes e da maneira correta, de acordo com a persona que consome o seu produto/serviço.

Por exemplo, avalie se uma plataforma de comunicação robusta para os seus canais de atendimento não seria uma ótima solução para complementar a sensação de facilidade e interatividade com o consumidor.

Se diferencie da concorrência e ofereça experiências incríveis para o seu público. 

A chave do sucesso é se destacar começando com pequenos passos, evoluindo para uma comunicação e user experience completa. A automatização com chatbots inteligentes é um caminho para essa nova realidade.

Impacte para encantar os clientes com sistemas projetados de forma simples e que entram na rotina da empresa de maneira intuitiva, tendo o usuário como o foco. 

Como montar um time de User Experience

UX deve ser uma cultura na empresa.

Então, o time de User Experience é uma equipe que implementa esse processo mapeando os diferentes papéis de cada funcionário e são vistos como facilitadores para as outras áreas.

Assim, todos devem estar envolvidos em projetos que tenham o cliente como o centro, enquanto o squad ajuda a aplicar soluções focando nas necessidades do usuário e entregando qualidade junto a agilidade.

Ou seja, o time de UX trabalha fomentando debates com os funcionários de toda a empresa para que ajudem com seu olhar estratégico e operacionalize essa visão a longo prazo.

Tenha as áreas dentro de uma equipe de User Experience divididas em:

  • Pesquisa, identificando comportamentos dos usuários e motivações para “curar” as suas dores;
  • Desenvolvimento, com uma equipe multidisciplinar que tenha referências diversas e contribua com visões opostas, chegando a resultados mais completos e de alta qualidade;
  • Execução, o time responsável por “colocar a mão na massa”, dando suporte e escalabilidade para a resolução de problemas.

Conclusão

Use os benefícios do user experience (UX) como uma chave para o sucesso ao implementá-lo nos processos rotineiros para elevar a satisfação do usuário.

Gostaria de saber mais sobre como melhorar a experiência do cliente, além da aplicação do user experience em seu negócio? Leia este artigo também e conheça o conceito de Customer Success.

Privacy Preferences
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.