fbpx

Tecnologia Social: saiba o conceito, sua importância e exemplos

tecnologia social

A tecnologia social procura apresentar soluções para o desenvolvimento da população. Ou seja, aprofunda-se nos problemas da sociedade com um conjunto de técnicas e metodologias para produzir conhecimentos transformadores e de fácil aplicabilidade pela própria comunidade.

Esse tipo de tecnologia presta atenção nos problemas existentes socialmente com valores aplicados na interação com a população. A sua característica é participativa, porque a intenção é que a própria comunidade se aproprie das técnicas como aprendizado para chegar às soluções sociais.

Existem vários exemplos de tecnologia social e, neste post, mostramos quais são e explicamos melhor o seu conceito, além de sua importância para o conhecimento de todas as partes envolvidas em um projeto.

O impacto na sociedade é enorme, assim como a transformação das pessoas por meio de inovações que ajudam as comunidades. Veja como alterar a realidade com ações e ferramentas poderosas voltadas para a inclusão de todos em um aspecto socioeconômico sustentável.

Entenda como o uso de tecnologia social torna a resolução de problemas da sociedade algo mais tangível.

Afinal, o que é a Tecnologia Social?

o que é tecnologia social
Conceito de Tecnologia social.

O conceito de tecnologia social é o uso de ferramentas tecnológicas para solucionar problemas sociais.

Ela pode reduzir as desigualdades com o diálogo entre os saberes científicos e populares criando produtos que acabam se tornando imprescindíveis de tão adequados para uma sociedade.

As necessidades sociais do cidadão em lugares vulneráveis são atendidas com o conhecimento de robótica, por exemplo, aliado ao já existente na comunidade. A junção dos dois saberes precisa ser valorizada.

Assim, as instituições ajudam e promovem um impacto social positivo com sua atuação por meio da tecnologia. A sociedade civil organizada revoluciona a forma de produção e de consumo aproximando a população enquanto se envolve nos problemas sociais.

A informação sobre essa ferramenta também é fundamental para alcançar os objetivos de um determinado lugar que precisa do desenvolvimento sustentável. Logo, a tecnologia social agrega as ONGs e a comunidade que muda a sua realidade.

Saiba mais sobre essa ponte tecnológica de enorme potencial para solucionar necessidades e problemas mundiais.

E quando surgiu? Veja a sua história

O conceito de tecnologia apropriada, que mais tarde deu origem ao termo tecnologia social, foi construído a partir da década de 80 e desenvolvido inspirado em empreendimentos diferenciados.

Esses empreendimentos, junto a movimentos em defesa da cidadania de populações pobres, surgiram timidamente em busca da economia solidária para a transformação efetiva da sociedade por meio da inclusão social.

Então, a tecnologia social virou um instrumento para melhorar a qualidade de vida e desenvolver projetos em prol da igualdade, se diferenciando do modelo industrial.

A partir das décadas de 80 e 90, várias ações do uso de tecnologias em busca do crescimento interno compatível com a evolução de uma comunidade tem se difundido. O foco são as necessidades que surgem em uma sociedade e a valorização do saber popular na área de produção tecnológica para fortalecer a democratização da ciência e da tecnologia.

Iniciativas para o envolvimento da sociedade civil começaram com a tecnologia apropriada, como explicaremos a seguir.

Diferenças entre a tecnologia social para a convencional e apropriada

Diferenças entre a tecnologia social para a convencional e apropriada
Diferenças entre as tecnologias

A tecnologia convencional difere notoriamente como conceito, sendo um outro tipo de abordagem focada em relacionar a produtividade da mão de obra com as empresas privadas.

Já a tecnologia social agrupa a informação com as desigualdades sociais, apoiando na construção de alternativas para as comunidades. As organizações desenvolvem os profissionais e as pessoas de áreas pobres enquanto se aprofundam nos problemas do ambiente social.

Mas o movimento da tecnologia apropriada antecedeu a tecnologia social, emergindo em um contexto político e sendo difundido por diversos países. Sua legitimação foi inspirada na demanda existente na Índia por experiências realizadas pelo líder Gandhi durante o processo de descolonização do país no século XIX.

Dessa forma, o objetivo era o resgate da independência econômica da Índia incentivando o uso de tecnologias tradicionais das vilas. Esse ato foi percebido como valorização da cultura e uma estratégia de luta à produção do Ocidente, contra o domínio britânico.

Qual é a importância da tecnologia social para a sociedade?

A opção pela tecnologia social pode ser um ganho para as instituições que reduzem o seu impacto negativo no aspecto ambiental e ecológico, por exemplo, assim como para a sociedade que tem a produção tecnológica a seu favor em dimensões sociais.

Do mesmo modo, a tecnologia social na educação é mais um exemplo na promoção da cidadania e da inclusão de todas as pessoas, porque aproveita os saberes populares que são acessíveis na apropriação desse conhecimento para a sustentabilidade de um projeto.

Além de aumentar a participação do desenvolvimento tecnológico na cultura da sociedade atuante, promovendo a transformação social em conjunto com a população. O objetivo é utilizar ferramentas tecnológicas para desenvolver comunidades a partir do conhecimento popular, então a tecnologia social apresenta soluções para problemas locais que sejam de fácil disseminação.

Assim, essa construção aumenta a criatividade e gera novas aplicações para os recursos da localidade. É o uso da sociedade para adaptar o que se tem disponível de acordo com suas próprias necessidades.

Conheça as 4 dimensões da Tecnologia Social

 4 dimensões
4 dimensões da Tecnologia Social

A tecnologia social estabelece 4 dimensões:

1. Conhecimento, ciência e tecnologia

É o ponto de partida dos problemas sociais. A TS consiste na organização e sistematização.

Ou seja, a tecnologia social introduz ou gera inovação para as comunidades.

2. Participação, cidadania e democracia

A TS enfatiza a cidadania e a participação democrática. Ela também adota metodologias participativas nos processos de trabalho e impulsiona sua disseminação e reaplicação.

3. Educação

A TS conclui inteiramente um processo pedagógico e se desenvolve no diálogo entre os saberes populares e científicos.

Assim, a tecnologia social é apropriada pelas comunidades e elas ganham autonomia.

4. Relevância social
Eficaz na solução dos problemas sociais, com sustentabilidade ambiental e provoca a transformação social.

Segundo o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações, até 2015, as tecnologias sociais contribuíram com os Objetivos do Milênio (ODM) da Organização das Nações Unidas (ONU) de forma participativa e democrática.

3 exemplos de tecnologia social para conhecer

exemplos de tecnologia
Exemplos de tecnologia social

A tecnologia social é habitualmente utilizada na educação e na saúde com soluções exemplares para a inclusão. São aplicativos/recursos de aprendizado ou com qualquer outro papel importante responsáveis por resolver algum problema na sociedade.

Veja incentivos educacionais e auxílios que facilitam a vida de diversos tipos de públicos, desenvolvendo e incentivando a aprendizagem através da participação das pessoas.

O impacto social é atingido com os agentes de mudança e a população, com diferentes níveis de inclusão, em questões relevantes e desafiadoras. A sociedade ou uma comunidade específica é incentivada a ampliar projetos e se envolver com outras pessoas em prol de um benefício comum.

Aflateen

Aflateen é um programa voltado para adolescentes de 15 a 18 anos. Ele desempenha um papel de transformação importante por meio da tecnologia social tratando dos problemas enfrentados pelos jovens hoje em dia.

Assim, atua na educação financeira, sendo fundamental para a sociedade de forma que os participantes entendam sobre dinheiro e mercados pensando de uma maneira crítica. Afinal, as finanças afetam os direitos e deveres de todos conforme nos tornamos consumidores.

Por isso, é importante saber utilizar os recursos financeiros à medida que esses jovens forem trabalhadores, assumindo que terão a organização da vida financeira em suas mãos.

Do mesmo modo, poderão ser produtores que devem entender estratégias para melhorar as suas oportunidades. Essa tecnologia oferece instrumentos para aprender a poupar, modelos de orçamento para preparar os jovens e participação em empreendimentos.

Ou seja, o mercado de trabalho com toda a sua complexidade e turbulência recebe os adolescentes de hoje como adultos preparados no futuro por causa das aulas de autodisciplina. As aulas exploram o mundo financeiro, mas também conceitos sobre temas como idade, gênero, nacionalidade, etnia, status socioeconômico e religião.

Dessa forma, é uma ferramenta de crescimento e desenvolvimento da educação financeira. Estimula a cidadania e o protagonismo juvenil enquanto educa com valores e conhecimento incorporados com a tecnologia social por atividades práticas e inclusivas.

UNICEF U-Report

UNICEF U-Report
Programa da Unicef

O U-Report é um recurso da UNICEF que incentiva e capacita os jovens a participarem como agentes de mudança em todo o mundo. Eles são conectados a questões relevantes e se envolvem com a sociedade, falando sobre assuntos importantes na sua realidade também.

Por meio do U-Report, os jovens interagem em enquetes e chats, acessam notícias diversas e histórias postadas por pessoas de todo o mundo. Além de denunciar problemas das redondezas onde vivem.

Atualmente, essa iniciativa de ação comunitária atua com os esforços do Escritório de Inovação, Divisão de Programa, Comunicação para o desenvolvimento e programas do Escritório de Emergência desenvolvendo um chatbot com tecnologia da Weni.

A Weni potencializa a comunicação de projetos com tecnologias inteligentes, como esse chatbot de informação do U-Report para apoiar a troca de informações agora também sobre o surto de COVID-19, envolvendo a comunidade.

Veja também nosso artigo sobre o impacto dos chatbots para projetos sociais. O bot utilizado no U-Report Covid-19 já foi acessado por mais de 6 milhões de pessoas, em 52 países e com 7 milhões de interações.

Be my Eyes

O aplicativo Be my Eyes tem o objetivo de ajudar pessoas cegas ou com visão limitada. Trata-se de uma tecnologia social que foi criada para o usuário com essas limitações solicitar assistência através do aplicativo.

Be my Eyes envia uma notificação para diversos voluntários quando alguma pessoa da comunidade global de cegos ou com visão limitada pede. Assim, o aplicativo conecta esse usuário com um voluntário que consegue ver, ou seja, sem deficiência visual.

A escolha do voluntário é baseada na língua que ele fala e no fuso horário. A tecnologia tem o poder da conexão humana para levar a visão para quem tem essa deficiência. Quem criou o aplicativo foi o dinamarquês Hans Jorgen Wiberg para ajudar as pessoas sem o sentido da visão e de forma gratuita.

Ele funciona por chamada de vídeo e os voluntários “emprestam” seus olhos aos deficientes em situações desde combinar cores até checar se as luzes estão acesas, coisas simples e mais complexas como preparar um jantar.

Promova seu projeto social com a tecnologia certa!

Promova seu projeto social
Tecnologia social e sua importância

Apresentaremos a solução da Weni de chatbots voltada a projetos de impacto social. Ela potencializa a comunicação com o uso da API do WhatsApp Business para gerar resultados em projetos que transformam o mundo.

Nossas tecnologias inteligentes utilizam o assistente virtual para que ONGs, fundações e demais instituições sem fins lucrativos possam engajar mais pessoas, sejam doadores ou investidores.

O WhatsApp é um dos aplicativos que integrado a Weni impulsiona negócios de diversas áreas com a tecnologia social. A Plataforma Weni socializa a organização através da comunicação facilitada com o público.

Por isso, atrai parcerias, gera receitas e o envolvimento de todos dentro de um projeto. As características abaixo são algumas que ajudam nesse impulsionamento:

  • Automação de mensagens de campanhas para doadores e investidores;
  • Integração com sistemas de atendimento, CRM e muito mais;
  • Chatbot inteligente para respostas a dúvidas frequentes;
  • Envios de pesquisas e conteúdos socioeducativos.

Ou seja, a Plataforma Weni tem a solução completa de comunicação para ONGs. Conheça agora!

Conclusão

A tecnologia social desenvolve ferramentas através de instituições que incluem cada vez mais a comunidade em descobertas desafiadoras. São exemplos de redes mobilizadoras em busca de transformação com o conceito de praticidade e aplicabilidade na sociedade.

Assim, os institutos procuram integrar a todos com tecnologias impactantes, como os chatbots da Weni. A intenção é que seja fácil relacionar a tecnologia social de forma efetiva com algum tipo de problema na localidade para solucioná-lo e promover a inclusão.

São ajudas imensas que usam a junção do saber popular com o conhecimento científico e tecnológico. Então, o conceito dessa tecnologia e seus exemplos mostram como conscientizar através de projetos sociais que utilizam os recursos da atualidade para auxiliar economicamente e socialmente.

Implemente uma solução efetiva na sua instituição sem fins lucrativos e atenda em dimensões maiores as comunidades que necessitam desse auxílio. Assim, você amplia o alcance da sua causa.

Quer saber mais sobre como utilizar a tecnologia social e ter mais impacto na sociedade? Veja outras informações sobre a Plataforma Weni.

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Privacy Preferences
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.